O que fazer em Bruxelas? Conheça as Atrações

Viajar para a Bélgica ainda não se tornou um costume comum entre os brasileiros, mas o país possui vários destinos interessantes para se explorar – como no caso de Bruxelas. Caracterizada como a capital da Bélgica, a cidade tem se transformado em uma espécie de metrópole internacional (mesmo com o seu “pequeno” tamanho), reunindo pessoas de diferentes idiomas, culturas e tradições – o que torna a sua visita à cidade ainda mais interessante para conhecer novas pessoas e inclusive, expandir ainda mais seu network.

Claro que a ideia não é visitar Bruxelas apenas para executar um network eficiente, mas sim para conhecer as particulares que a cidade possui e tendo a chance de identificar as suas histórias e culturas. Além disso, a cidade de Bruxelas é conhecida como o centro mundial do estilo arquitetônico e por isso pode explorar construções aleatórias – o que é algo interessante para pessoas vidradas em arquitetura. Tem interesse de viajar para a cidade de Bruxelas? Então confira quais as principais atrações para explorar na viagem.

# 1 – Atomium

Fazer um passeio rumo à Atomium pode ser uma experiência interessante e isso porque o monumento é considerado a “Torre Eiffel” da cidade de Bruxelas. O Atomium passa a ser uma espécie de molécula gigante que pode ser admirada tanto de baixo, como pela visita guiada na área interna do monumento. Além disso, dentro do Atomium existe um restaurante, que oferece diversos pratos deliciosos e claro, com culinária típica do país.

 

# 2 – Manneken Pis

Existem pessoas que se decepcionam com o Manneken Pis, um pequeno monumento a qual fora feito por Jerôme Duquesnoy. No caso, o monumento seria composta por uma fonte de bronze em formato de menino – porém o seu tamanho, realmente, é pequeno. Dizem que a peça fora desenvolvida como uma homenagem para um pequeno duque – de 2 anos de idade – e que acompanhava as batalhas de tropas em cima de uma árvore.

 

# 3 – Musée Royal de L’armée et de L’histoire Militaire

O Musée Royal de L’armée et de L’histoire Militaire possui uma entrada composta pelas diferentes flores, mas que só podem ser admiradas durante a Primavera. Mas além das flores o museu tem a possibilidade de oferecer uma exposição bem interessante – e que inclusive pode ser acessada gratuitamente. A exposição conta com armamentos, carros, documentos, uniformes, aviões e muitos outros objetos das Forças Armadas da Bélgica.

 

# 4 – Mont des Arts

O que não fala em Bruxelas são lugares caracterizados como deslumbrantes, e o Mont des Arts é desses locais. No caso, o local seria um complexo que conta com as inúmeras instituições para se explorar, onde entre elas destacam-se os museus Musée Magritte, Belvue Museum e Belgian Royal Film Archive, e além de Coudenberg, que seria um sítio arqueológico. Ou seja. São instituições que compartilham a cultura e história da cidade.

# 5 – Musée des Instruments de Musique

Outro museu que merece ser explorado é o Musée des Instruments de Musique, que se refere às exposições de instrumentos caracterizados como exóticos e diferentes. Entre o conjunto de objetos expostos pode-se encontrar desde flautas, até mesmo os pianos, e muitos outros, sendo um local ideal para as pessoas apaixonadas por música e que têm o interesse de conhecer os processos de construção de alguns instrumentos específicos.

 

Não deixe de se aventurar na cidade durante o período noturno, quando grande parte dos monumentos ou construções de Bruxelas passam a ser iluminados com luz artificial, criando um visual incrível para admirar e claro, tirar fotos. A cidade é composta por vários outros pontos turísticos, por isso o interessante é estudá-la – tendo a intenção de desenvolver um cronograma de passeios que venha a ser do seu agrado, compondo-se pelos museus, parques, monumentos e muitos outros.

Veja algumas Passagens Aéreas para Bruxelas que encontramos nas últimas horas:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>