Principais dicas do que se fazer em Salvador, Bahia

Conhecer o litoral brasileiro com os olhos de Salvador é uma experiência incrível, uma cidade que concentra uma miscigenação religiosa peculiar, com raízes indígenas, africanas e europeias. Toda essa mistura fez de Salvador uma para obrigatória para aqueles apaixonados por culturas e desbravadores de costumes locais particulares.

A boa notícia é que no final do nosso artigo com as principais dicas do que se fazer em Salvador, você vai poder conferir as passagens aéreas para Salvador com descontos imperdíveis que encontramos! Confira agora um pouco da beleza desse lugar litorâneo.

 

  • Participar das Festas de Largo

É impossível falar de Salvador, ou da Bahia em um geral, sem citar as suas festividades religiosas, que atraem a atenção de todo o país e até mesmo do mundo. Festas de Largo são denominadas aquelas festividades que ocorrem entre os meses de dezembro e fevereiro, que homenageiam santos do catolicismo, Umbanda e Candomblé.

Começa dia 4 de dezembro com a reverencia a Santa Bárbara (para o Candomblé é IANSÃ); dia 8 de dezembro é a vez de Nossa Senhora da Conceição da Praia; na manhã seguinte à virada do ano ocorre a procissão marítima de Bom Jesus dos Navegantes; o segundo domingo após o dia de Reis, dia 6 de janeiro, é dia de fazer a Lavagem do Bonfim; e dia 2 de fevereiro é a Festa de Iemanjá, que atrai todos até a Praia do Rio Vermelho para realizar as oferendas à Rainha do Mar.

 

  • Conhecer a Igreja do Bonfim

Como citamos anteriormente, a Igreja do Bonfim é palco da Lavagem do Bonfim no segundo domingo após o dia de Reis. Mas não só por isso ela deve ser uma parada obrigatória na sua viagem até Salvador: a construção foi inaugurada no ano de 1772, com a sua fachada coberta por azulejos de Portugal do século XIX, no estilo rococó.

É lá que está um dos cartões postais mais conhecidos de Salvador, a famosa grade do adro cheia de fitinhas do Senhor do Bonfim amarradas. Um lugar que reúne história, desejos do imaginário baiano e uma arquitetura religiosa peculiar.

 

  • Visitar o Pelourinho

Uma viagem a Salvador sem incluir o Pelourinho no seu itinerário é uma viagem perdida. É um dos bairros mais característicos da cidade e, por que não, do estado, que concentra cultura religiosa, festividades e um antro arquitetônico de mais de 800 casarões dos séculos XVII e XVIII. Sem falar nas ruas estreitas e ladeiras que dão um ar saudosista em todos os habitantes locais.

Aproveite para caminhar pela Rua de Santo Antônio Além do Carmo e assistir ao pôr do sol na Baía de Todos os Santos, sentado em um café local ou um dos bares boêmios instaurados no lugar. Há muita gente, gente é o que não falta, e muito menos opções gastronômicas, igrejas, lojas, festas e museus históricos que mudam o ponto de vista de qualquer visitante.

 

  • Desbravar a Igreja e o Convento São Francisco

Ícone do barroco mundial, a Igreja de São Francisco construída no ano de 1723 é recheada de ouro, uma estátua surpreendente de São Pedro de Alcântara e pinturas ilusionistas compõem o seu interior. Anexado a ela, está o edifício do Convento de São Francisco, decorado com azulejos portugueses que fazem alusão ao nascimento do santo que deu nome ao lugar e a sua renúncia ao mundo material.

 

  • Ir ao bairro do Rio Vermelho tomar acarajé

Para dizer que conheceu Salvador é preciso ter passado pela experiência de provar um acarajé feito pelas baianas mais conhecidas da cidade, as do Largo de Santana. Elas conseguiram a proeza de reunir culinária, points de bares e restaurantes transados, mercados e área para shows e eventos da cultura da Bahia em um só lugar.

 

  • Passeio no Elevador Lacerda

Salvador está dividido em Cidade Alta e Cidade Baixa, e desde 1872 foi inaugurado o Elevador Lacerda, que tem 72 metros de altura e uma viagem de 30 segundos. Ele liga a Praça Tomé de Souza (localizado na Cidade Alta) e a Praça Cairu (Cidade Baixa).

São quatro cabines com janelas panorâmicas e, durante a noite, uma iluminação de tirar o fôlego. As cabines 1 e 2 são originais, que permanecem desde a construção, apenas restauradas durante o tempo, e as cabines de número 3 e 4 estão lá desde o ano de 1930.

 

Todos os que conhecem Salvador dizem que existe uma vida antes e depois da viagem, costumam sair de lá com a mente mais aberta e com verdadeiros aprendizados sobre culturas de povos tradicionais que foram colonizados. Não deixe de conferir as promoções de passagens aéreas para Salvador que encontramos!

Veja algumas Passagens Aéreas para Salvador que encontramos nas últimas horas:

1 Comment

  1. Gostaria de saber se tem alguma o promoção. de moc ao Rio de Janeiro em set?

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>